Offcanvas Section

You can publish whatever you want in the Offcanvas Section. It can be any module or particle.

By default, the available module positions are offcanvas-a and offcanvas-b but you can add as many module positions as you want from the Layout Manager.

You can also add the hidden-phone module class suffix to your modules so they do not appear in the Offcanvas Section when the site is loaded on a mobile device.

Mais um texto que resolvo escrever como cidadão, correndo o risco de ser interpretado como um ato político ideologizado nessa polarização ridícula, que nessa crise que se vivencia, no momento, se potencializa entre quem está do lado de Bolsonaro ou dos Governadores.

Se correr o bicho pega e se ficar o bicho come!!

Pois bem, eu estou do lado dos brasileiros e morrendo de medo da pandemia, sem saber, como muitos, quem está verdadeiramente falando a verdade nesse vendaval de informações muitas vezes desencontradas que deixam qualquer pessoa, por mais experiente que seja sem entender de nada ou muito pouco!

Quem imaginava ouvir pelo menos um terço do que se ouviu no discurso do Presidente, por mais que ele possa ter, no mérito, toda razão do mundo como se diz. Ou seja, imagine-se que realmente, o certo, seja o isolamento seletivo ou vertical, somente das pessoas de risco. Seria razoável imaginar que ele agisse daquela forma perante a nação em relação aos governadores?

Eu nunca vou achar referida fala postura de um Presidente da República e muito mais em meio a uma crise e vou justamente utilizar, como exemplo, a postura de seu Ministro da Saúde, que mesmo sem talvez concordar totalmente com o rigor do isolamento horizontal imposto pela maioria dos Governadores, não vem agindo da forma do Presidente, logo só me resta imaginar que haja algo por trás de tudo isso que não estou vendo!

Entretanto, não quero tratar nesse pequeno texto de nenhuma teoria da conspiração. Quero sim, me debruçar sobre a inquietação de todos os brasileiros, que precisa que nossos governantes tenham equilíbrio no enfrentamento da pandemia e o resguardo da vida das pessoas em confronto com a manutenção das condições econômicas do País, para que no futuro possamos garantir a própria qualidade de vida dessas pessoas asseguradas.

Como o próprio Presidente fala, é preciso cuidar para que as pessoas que não morrerem de Coronavírus não venham a morrer ou sofrer em excesso depois com a crise econômica que o isolamento geral pode ocasionar, considerando-se os reflexos que já está se vendo atualmente.

O problema realmente existe e pode ser resumido naquele velho jargão popular: “se correr o bicho pega e se ficar o bicho come!”

Estamos realmente na famosa “sinuca de bico” em outras palavras e a decisão realmente não é fácil, não tendo o signatário deste texto nem de longe a solução para esse difícil problema e talvez ninguém o tenha, contudo, o equilíbrio e a ponderação no enfrentamento do mesmo sempre deve prevalecer, ponderação esta que, sinceramente, não estou vendo em nenhum dos lados.

No que tange aos Governadores, por mais que suas Excelências também possam ter razão por se ampararem em estudos técnicos e científicos da OMS e até mesmo no que está acontecendo na China, Itália, Estados Unidos e Espanha e pode vir a acontecer no Brasil, faltou aos mesmos também a devida temperança em momento de crise para primeiro vê na figura presidencial, gostando ou não da pessoa de Bolsonaro, o nosso líder maior e que sua preocupação com a economia e a vida das pessoas e dos trabalhadores informais é mais do que legítima.

É fato público e notório que nenhum país no mundo aguenta ficar parado tanto tempo e o Brasil, somente esses dias, já está sentindo a queda na produção e na movimentação da economia. Aqui os conceitos clássicos da economia liberal, neo liberal e todos os similares se rendem à realidade prática, sendo necessário que o Poder Público intervenha para que as pessoas não morram de fome e não passem a saquear os supermercados, como a mídia já está nos mostrando que está acontecendo, quem diria, na França.

Portanto, como se disse, o problema é complexo demais e a solução não é tão somente dizer vamos isolar de um jeito ou de outro, vai ter que se fazer de um modo em que gradativamente se olhe para a vida das pessoas contra o vírus e pela economia e isso não se resolve racionalmente pelo tudo ou nada como se diz e está se querendo fazer infelizmente.

E porque talvez, mais uma vez, nossas autoridades estejam agindo assim?

Sinceramente, porque, talvez, além da proteção da própria vida das pessoas e economia que todo mundo está vendo nessa crise da pandemia, haja algo que ninguém vê claramente e por óbvio não serei eu que vou apontar nesse pequeno texto.

Contudo, todos nós sabemos o que nos move ao longo de nossa vida política ou de politicagem e que ainda tenho esperança que não prevaleça nessa crise e é justamente o que nos move a escrever mais um texto como o que ora finalizo, clamando a essas autoridades que busquem o diálogo que todos esperam, tendo justamente como exemplo técnico e de postura ética e de equilíbrio o Ministro da Saúde, que parece ser o ponto de conformidade entre as autoridades belicosas, pois o povo brasileiro não pode ser prejudicado além dos efeitos maléficos do próprio Coronavírus e da Economia combalida.

José Herval Sampaio Júnior
Cidadão indignado com grau de desinformação técnica e uniformidade de tratamento da pandemia no Brasil

Comments powered by CComment